Prefeitura intensifica vacinação contra a febre amarela

23, JAN de 2017


As unidades básicas de Saúde de Congonhas reforçaram a vacinação contra a febre amarela, que acontece durante todo o ano para crianças e adultos, em virtude do surto da doença que acomete a Zona da Mata, o Leste e o Norte de Minas. A Prefeitura, através da Secretaria de Saúde, informa à população que esta não precisa se alarmar, já que não há casos notificados da febre amarela na região. Mas alerta que ela possui alta propensão de óbitos. A vacinação está sendo realizada das 7h30 às 15h30 em todas as UBS’s e é indicada para todas as faixas etárias.

A Secretaria Municipal de Saúde informa ainda que há contraindicação absoluta para gestantes e pessoas imuno-suprimidas e pessoas com imuno-deficiência. Mulheres amamentando, caso necessitem se deslocarem para as áreas de risco, podem tomar a vacina, mas devem suspender a amamentação por 28 dias.

No caso de pessoas com 60 anos ou mais, que nunca foram vacinadas ou sem comprovante de vacinação, o médico deverá avaliar o benefício e o risco da vacinação, levando em conta o risco da doença e o risco de eventos adversos nessa faixa etária ou decorrentes de comorbidades.

Adolescentes e adultos que tomaram a segunda dose da vacina não precisam mais serem vacinados.

Sobre a febre amarela

A febre amarela silvestre, segundo a Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) é uma doença endêmica no Brasil, particularmente na região amazônica, que também acometeu as regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul do país nos últimos anos. O padrão temporal de ocorrência é sazonal, com a maior parte dos casos incidindo entre dezembro e maio, e com casos isolados ou surtos que ocorrem com periodicidade irregular, quando indivíduos suscetíveis entram em contato com locais onde existem os mosquitos transmissores da doença, que usualmente se alimentam do sangue de macacos. Isso ocorre com maior probabilidade em condições climáticas de elevada temperatura e pluviosidade, que favorecem a multiplicação desses insetos.

Sintomas

A febre amarela é uma doença infecciosa grave, causada por vírus e transmitida por vetores. Geralmente, quem contrai este vírus não chega a apresentar sintomas ou os mesmos são muito fracos. As primeiras manifestações da doença são repentinas: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos por cerca de três dias. A forma mais grave da doença é rara e costuma aparecer após um breve período de bem-estar (até dois dias), quando podem ocorrer insuficiências hepática e renal, icterícia (olhos e pele amarelados), manifestações hemorrágicas e cansaço intenso. A maioria dos infectados se recupera bem e adquire imunização contra a febre amarela.

23, JAN de 2017